Para tratar a ejaculação precoce foram testados diferentes métodos domésticos, tais como a prática da técnica de compressão.

A técnica de compressão consiste em que o polegar da mulher se apoie sobre o freio (face inferior do pênis), e o dedo indicador e médio se coloque sobre a face superior do mesmo (de cada lado do sulco coronal). Para uma correta aplicação, a mulher deve se colocar na parte de trás da cabeceira da cama e com as pernas estendidas e abertas; o homem descansa em suas costas, com a cabeça virada para o pé da cama, sua pélvis fica posicionada entre as pernas da mulher. A partir desta posição a mulher manipula confortavelmente os órgãos genitais do homem. Quando o homem alcança a sensação de inevitabilidade ejaculatória, a mulher deve pressionar, durante 3 ou 4 segundos o pênis, com força e como descrito, evitando a ejaculação.

Tratamento Para Ejaculação Precoce

Quando o homem responde à pressão exercida perderá imediatamente sua urgência de ejacular e diminuirá de 10 a 30% a sua ereção total. Deixe descansar de 15-30 segundos e comece de novo a estimulação dos órgãos genitais masculinos, procedendo como anteriormente diante da nova inevitabilidade ejaculatória.

Método Medicamentoso para ejaculação precoce:

No mês de julho de 2009 foi liberado no mercado Dapoxetina, que é o primeiro medicamento que recebe a aprovação pelas autoridades de saúde com esta indicação.

A Dapoxetina pertence a um grupo de medicamentos do grupo dos inibidores seletivos da recaptação da serotonina. São frequentemente usados ​​para tratar a depressão e também para ajudar a parar de fumar.

Como as pessoas que sofrem de ejaculação precoce podem estar com problemas de baixos níveis de serotonina, este grupo de medicamentos têm sido investigados nesta área. Dapoxetina tem tido bons resultados nos ensaios clínicos realizados, já quer se trata de um inibidor seletivo da recaptação da serotonina de curta duração, levando a pouca vida no organismo e evita os problemas de efeitos secundários. Por isso, o medicamento deve ser consumido por via oral, e apenas quando for necessário, de 1 a 3 horas antes da relação sexual. Mas para o seu acesso será necessária a receita médica.

Seus efeitos podem prolongar o tempo de ejaculação em três ou quatro vezes, o que é um grande avanço neste problema. Os efeitos colaterais sofridos mais comuns foram dores de cabeça e náuseas, os quais desapareceram em poucas horas após a ingestão do medicamento.