A icterícia no recém-nascido ocorre quando o sangue do pequeno contém altas doses de bilirrubina. Esta substância amarela se produz quando o organismo vai substituir as células vermelhas do sangue antigas por novas. Este tom faz com que o bebê tenha uma coloração da pele e dos olhos amarelada.

Sintomas da Icterícia:

A icterícia resulta simples de perceber, porque, como mencionamos, a pele e os olhos do bebê tem uma cor amarela. Geralmente a descoloração se inicia no rosto e vai descendo até o resto do corpo. Como resultado da icterícia a criança pode estar constantemente cansada e comer mal.

Embora seja natural que um recém-nascido tenha uma concentração de bilirrubina maior do que o normal deixa de ser quando, depois de duas semanas de vida, se mantém.

Tipos de Icterícia:

É possível encontrar dois tipos de icterícia e, geralmente, não são perigosas:

Icterícia por amamentação: que se produz quando o pequeno não se alimenta apropriadamente ou quando o leite da mãe não sai bem.

Icterícia do leite materno: pode durar até um mês após o parto e está associada com o leite materno que não decompõe bem a bilirrubina.

Às vezes se dão casos de icterícia grave se o bebê tem algum problema que faz com que as células vermelhas do sangue que devem ser substituídas cresçam. Isso pode ser porque têm mais glóbulos vermelhos do que o normal, que sofra de uma infecção, que tenha algum sangramento sob o couro cabeludo ou que o seu grupo sanguíneo seja incompatível com o da mãe. Também os bebês prematuros têm mais probabilidades de sofrer icterícia.

A Icterícia no Recém-Nascido: Sintomas e Tratamentos

Testes Para Detectar a Icterícia:

Para determinar o nível de icterícia, que pode apresentar um bebê se realiza um exame de sangue, embora também existam sondas que podem medir o nível de bilirrubina com apenas o toque de pele. Outros exames que podem ser realizados no pequeno são o teste de Coombs, contagem de reticulócitos e um hemograma.

Podem ser necessários testes adicionais para os bebês que necessitam de tratamento ou cujos níveis de bilirrubina total estejam subindo mais rapidamente do que o esperado.

Normalmente, o pequeno não precisará de tratamento e a icterícia desaparece depois de um par de semanas. No entanto é preciso ser cauteloso porque, embora geralmente seja diagnosticada antes que ocorra, esta doença poderia danificar o cérebro do bebê.

Portanto, se seu bebê apresenta algum dos sintomas de icterícia no recém-nascido, leve-o ao médico para que ele possa diagnosticar corretamente.

Para conhecer outras possíveis doenças do seu filho, recomendamos a leitura deste outro artigo: “Doenças Mais Comuns em Recém-nascidos”.