Nos últimos anos, as pesquisas têm revelado que a porcentagem de crianças em idade escolar com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) ou síndrome de hiperatividade aumentou consideravelmente em todo o mundo.

Este transtorno é caracterizado pela atenção dispersa, e o comportamento impulsivo e hiperativo que não se rege por uma finalidade específica e que resulta excessiva para a idade cronológica da criança que tem um impacto significativo em suas áreas pessoais, familiares e escolares.

Não se conhece a origem da síndrome de hiperatividade, mas se sabe que tem um forte componente genético, embora o ambiente possa influenciar para agravar os sintomas.

Remédios Caseiros Para a Síndrome de Hiperatividade:

  • Coloque música new age à base de flauta e corda em um volume de médio a baixo para que a criança relaxe (musicoterapia).
  • Coloque cataplasmas de argila vermelha na barriga da criança.
  • Despeje em 1 xícara de água que está fervendo 2 colheres de sopa de lindem. Cubra e deixe esfriar. Coe e dê à criança uma xícara por dia. Este remédio ajuda a acalmar os nervos da criança hiperativa.
  • Ferva, durante 5 minutos, 2 colheres de sopa de valeriana em uma xícara com água. Após esse tempo, retire do fogo e deixe esfriar. Dê à criança essa infusão uma vez ao dia, de preferência pela manhã.
    Síndrome de Hiperatividade e Seus Remédios Caseiros
  • Forneça a criança diariamente uma salada de alface, já que esta contém sedativos naturais. Inclusive, preparar um suco de alface colocando as folhas em um liquidificador, junto com um pouco de água. Misture por alguns instantes e dê a preparação para a criança todos os dias.
  • Coloque um punhado de flores de lavanda em uma xícara de água que está fervendo, coe e deixe em repouso por alguns minutos. Dê à criança uma xícara por dia.
  • Lave e descasque uma laranja de preferência biológica (sem produtos químicos). Ferva a casca, durante 10 minutos, em um pouco de água. Retire do fogo e deixe esfriar. Dê esta preparação para a criança diariamente.

Recomendações Naturais: Eliminar da dieta da criança os excitantes (café, bebidas com cola, etc.), alimentos com excesso de açúcares, comida fast food, etc. Estabelecer horas específicas e fixas para cada refeição. Definir os limites e as regras de forma clara, concisa e apropriada para cada idade.

Estabelecer contato com os olhos e certificar-se de que a criança tenha entendido as instruções. Conceder o tempo necessário para o acompanhamento e a execução do comportamento. Ajudar com as tarefas escolares.

Use o reforço positivo (contato físico, demonstrações de afeto…) de forma imediata para formar o comportamento positivo. Aplique os castigos por comportamentos impróprios de imediato e de curta duração.

Use mensagens positivas “seu quarto está uma bagunça” e não “você é uma bagunça”. Ensine a criança a ser organizado mediante o uso de listas, horários ou agenda escolar. Concordar e negociar com o parceiro os desacordos que possam existir entre adultos, mas não discutam na frente da criança.