Você já notou que tem visão turva e é difícil para ler, costurar ou dirigir um carro, especialmente à noite? É possível que você tenha catarata. Mas não entre em pânico: o remédio definitivo costuma ser uma cirurgia muito simples.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quão importante é a vista! Feche os olhos e tente fazer qualquer uma das tarefas diárias, por mais simples que seja. Você perceberá o que tem e às vezes ignora ou negligencia: uma visão infalível! A idade, os hábitos e até mesmo certas doenças vão prejudicando com o tempo nossa capacidade de ver 100% e contribuem para a formação de cataratas, por isso vai se tornando difícil enfiar uma agulha, ler ou conduzir.

Já Não Vejo Como Antes, Tenho Catarata?

Você Sabe o Que é Catarata?

A catarata ocorre quando o cristalino do olho torna-se opaco. O cristalino, que é normalmente transparente e é composto principalmente por água e proteína, se encontra atrás da pupila (orifício circular no centro da íris) e da íris (é a membrana circular de cor azul, verde, cinza ou marrom – café que circunda a pupila), e a sua função é a de ajudar a focar a luz e a imagem na retina (que é um tecido sensível à luz que se encontra na superfície interior do olho). A retina envia a imagem para o cérebro, sob a forma de sinais nervosos. A catarata pode ocorrer em um dos olhos ou ambos, mas não passa de um olho para o outro.

Leia também: "Catarata: Sintomas e Tratamentos".

Questão de Idade... Geralmente, as cataratas estão relacionadas com o envelhecimento. Aos 80 anos, a maioria das pessoas sofre de catarata ou já foram operadas delas. Quando a catarata é causada pela idade, pode desenvolver-se de duas formas: a proteína ao se acumular reduz a nitidez da imagem que chega a retina ou o cristalino muda pouco a pouco para uma cor marrom (café) amarelado, dando a visão uma tintura escura.

O cristalino é formado por água e proteína. No primeiro caso, quando a proteína se acumula, o cristalino se torna opaco e a luz que chega a retina se reduz, causando visão turva. A maioria das cataratas relacionadas com a idade ocorre desta forma. Se a catarata é pequena afeta apenas uma pequena parte do cristalino, e é possível que, no início você não note mudanças em sua visão. Mas como tende a crescer lentamente, a visão vai piorando progressivamente. Com o tempo, a área nublada vai aumentando de tamanho e a visão fica turva.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No segundo caso, a catarata faz com que, com a idade, o cristalino toma uma cor marrom amarelada. No princípio, não causa problemas de visão, mas com tempo a leitura e outras atividades tornam-se mais difíceis. A descoloração do cristalino, não afeta a nitidez da imagem transmitida para a retina, mas quando a catarata está muito avançada é possível confundir determinadas cores e se dificulta muitas atividades cotidianas.

Leve em Conta os Fatores de Risco da Catarata:

Embora o risco da catarata aumente à medida que você envelhece, existem outros fatores que você deve considerar:

  • Algumas doenças, como diabetes.
  • Seu estilo de vida (se fuma ou bebe álcool, têm mais riscos).
  • Fatores ambientais, como a exposição prolongada aos raios ultravioleta.
  • Lesão física ou química no olho.

Quando a Catarata Chega, É Sentida:

Estes são os sintomas mais comuns que irão aumentar em intensidade com o passar do tempo:

  • Visão turva ou borrada e má visão noturna.
  • Fulgor à vista. Lanternas, lâmpadas ou a luz solar parecem muito brilhantes ou se vê um halo ao redor das luzes.
  • Visão dupla ou imagens múltiplas no olho.
  • Frequente é necessário mudar a graduação dos óculos ou lentes.

Leia também: "Remédios Caseiros Para Catarata".

Quando se apresentam um ou mais sintomas, é hora de procurar um especialista (oftalmologista) para uma revisão dos seus olhos. Existem vários exames que ajudam a determinar se os problemas com a sua visão ou vista são devido à catarata. Estes são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Teste de acuidade visual. A visão é medida em várias distâncias.
  • Exame com dilatação da pupila. O oftalmologista (o médico especializado em olhos) vai dilatar a pupila, e usa uma lente especial para examinar a retina e o nervo óptico, para examiná-los detalhadamente e avaliar se existem problemas.
  • Tonometria. A pressão no interior do olho é medida.

No início da catarata, a visão pode ser melhorada com novos óculos, utilizando luzes brilhantes, óculos de sol ou lupa. Se a visão não melhora, a cirurgia é o único tratamento eficaz.

Cirurgia para catarata: Quando é Necessária?

É necessário se a perda de visão interfere com as atividades normais, como conduzir, ler ou assistir televisão, ou quando impede o exame ou o tratamento de outro problema ocular, como a degeneração macular ou a retinopatia diabética. Geralmente, a catarata não causa danos em longo prazo para o olho. Consiste basicamente na remoção do cristalino opaco e substituí-lo por uma lente artificial, chamada lente intraocular.

Então se você tem problemas de visão em suas atividades diárias e suspeita que possam ser causados por catarata, consulte um especialista para determinar ou definir o que é. Se for catarata, talvez não seja necessária a cirurgia, mas se o seu oftalmologista sugerir a cirurgia, lembre-se que a operação é simples, geralmente seguro nas mãos de um cirurgião qualificado e experiente, e muito eficaz. É utilizada anestesia local ou gotas anestésicas, leva pouco tempo e não requer hospitalização. E outra coisa: em 90% dos casos, o paciente tem uma melhoria significativa na sua visão. E, como sempre dizemos, se você tiver dúvidas, peça uma segunda opinião.

Não existe razão para viver com desconfortos e impedimentos que têm uma solução simples, então... Diga adeus a sua catarata!