O Que é Cisto de Ovário?

Os cistos ovarianos são uma espécie de bolsas de líquido benignas que se formam no ovário ou sobre ele e afeta mulheres de todas as idades. Os mais comuns são os cistos funcionais, que se formam durante o ciclo menstrual no qual não se consegue liberar o óvulo que, em seguida, causa a menstruação. Esse líquido que não deixa os seus ovários é o que forma o cisto.

Tipos De Cistos de Ovário

Neste sentido é preciso saber que existem vários tipos de cistos ovarianos. Por um lado, os chamados funcionais, ou seja, aqueles que não estão ligados a nenhum tipo de condição com graves consequências para a saúde e, muitas vezes são associados com a ovulação nas mulheres, isto é, aqueles momentos em que o ovário produz um óvulo.

Cisto de Ovário: Sintomas, Causas e Tratamentos

Esta classe de cistos, produto deste processo natural no organismo da mulher, por isso normalmente tendem a desaparecer com o passar do tempo, em aproximadamente dois meses, sem a necessidade de recorrer a um determinado tratamento para combater a sua presença.

No entanto, existe outro tipo de cistos ovarianos associados a determinadas doenças, como o câncer de ovário ou síndrome dos ovários policísticos as quais devemos prestar especial atenção e que requerem um tratamento específico para evitar que a sua presença possa prejudicar a nossa saúde.

O tamanho do cisto também pode ser um fator determinante no momento de distinguir os sintomas associados a este tipo de “bolsa” cheios de líquido presentes nos ovários.

As etapas menstruais com dor intensa, a sensação de estar inchada na parte baixa do ventre, dor nas costas e região pélvica, desconforto no momento de ter relações sexuais, vômitos e náuseas, sensibilidade mamária ou certas irregularidades menstruais podem nos ajudar a determinar se os nossos ovários abrigam algum cisto em seu interior.

Causas do Cisto de Ovário

Uma das causas mais comuns para os cistos ovarianos são algumas falhas no processo de ovulação. Os medicamentos para fertilidade podem causar o aparecimento de múltiplos cistos nos ovários, os quais se dão depois da menstruação ou gravidez. Um profissional pode avaliar se é uma irregularidade e nesse caso estabelecer dietas ou medicamentos para restabelecer a normalidade do ciclo hormonal.

Sintomas do Cisto de Ovário

Os cistos ovarianos geralmente não apresentam sintomas na maioria dos casos. Se existem sintomas, estes são:

  • Inchaço geral em torno do abdômen.
  • Dores agudas na pelve.
  • Náuseas e vômitos.
  • Dores ao defecar.
  • Desconforto ou dor durante as relações sexuais.

O Que Se Deve Fazer Diante De Um Cisto de Ovário?

Em geral, os cistos ovarianos se vão de duas a oito semanas sem necessidade de realizar nenhum tipo de tratamento. Se não for assim, o médico poderá solicitar alguns exames.

Em apenas alguns casos, os cistos ovarianos contém células cancerosas. Nos casos em que o médico suspeitar da possibilidade de que se trata de um cisto como sinal de câncer, se remove o cisto para análise.

Tratamentos Para Cisto de Ovário

Os tratamentos são necessários em caso de que os cistos ovarianos não tenham se dissolvido em prazos superiores aos 5 meses ou que, inclusive antes disso, tenham aumentado de tamanho, doenças particularmente graves ou desenvolvimento de novos cistos após a menopausa.

Em qualquer caso, sempre é melhor prevenir, por isso recomenda-se para as mulheres, realizarem o ultrassom para poder observar como evoluem esses cistos ovarianos funcionais tão comuns e façam seus exames periódicos.

Quais São Os Riscos De Se Ter Um Cisto De Ovário?

Não existem riscos conhecidos para os cistos ovarianos. Você apenas deve manter os exames periódicos em dia com o seu ginecologista para estar tranquila. Um cisto ovariano não significa que você vai ter dificuldade em engravidar nem a necessidade de remover o útero.

Denise Cipolli Terapeuta Holística

Denise Cipolli
Terapeuta Holística
Denise A. Ribeiro Cipolli possui mais de 5 anos de experiência em terapia holística e é formada pela UHB Universidade holística Do Brasil de Guaratinguetá desde 2012.