Metformina: Para Que Serve, Como Usar e Efeitos Colaterais

O que é Metformina?

A metformina é um medicamento para tratar a diabetes tipo 2, que ajuda a controlar a quantidade de glicose (açúcar) no sangue, por isso é usado por pessoas com diabetes.

A metformina também aumenta a resposta do seu corpo à insulina, uma substância natural que controla a quantidade de glicose no sangue.

A metformina não cura a diabetes, no entanto, ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue e manter em um nível saudável. Deve ser usada durante um longo período de tempo.

Metformina: Para Que Serve e Como Usar

Além do uso na diabetes de tipo 2 está sendo utilizada em pacientes com a síndrome do ovário policístico, esteato-hepatite não alcoólica e puberdade precoce, três doenças que apresentam a resistência à insulina.

Como Tomar Metformina

Esse medicamento pode ser usado sozinho ou em combinação com outros antidiabéticos orais ou com insulina.

A dose inicial geralmente é de 500 mg ou 850 mg de metformina 2 ou 3 vezes ao dia, junto com ou após as refeições. Após 10 ou 15 dias, a posologia deve ser ajustada de acordo com os níveis de glicose no sangue.

Em pacientes idosos, dada a possível problemas renais, a dose de metformina será ajustada de acordo com essa condição. Portanto, será necessária uma avaliação periódica.

Efeitos Colaterais Da Metformina

Quando o paciente começa com a ingestão de metformina geralmente aparecem efeitos colaterais comuns, mas com o tempo estes tendem a desaparecer. É importante saber que é preciso comunicar o seu médico se os sintomas que se apresentam são graves ou são a causa de algum outro problema maior.

  • Acidez.
  • Dor de estômago.
  • Náuseas e vômitos.
  • Inchaço.
  • Flatulência.
  • Constipação.
  • Perda de peso.
  • Dor de cabeça.
  • Desagradável sabor metálico na boca.

A Metformina Ajuda a Emagrecer?

Com o passar do tempo a metformina pode ajudar a perder peso quando combinada com uma boa dieta e exercício físico regular. No entanto, não deve ser usada apenas para perder peso. Como mencionamos, este medicamento pode ser arriscado para o organismo, quando combinado com outros medicamentos. Da mesma forma, a metformina não garante a perda de peso a longo prazo, já que geralmente depois de deixar de consumi-la o paciente recupera o peso perdido durante o tratamento.

Efeitos Colaterais Graves Da Metformina

Acidose Láctica

O efeito secundário mais grave que a metformina pode causar é a acidose láctica. Na verdade, a embalagem da metformina tem uma etiqueta de advertência sobre este risco. A etiqueta de advertência é a mais grave observação da Food and Drug Administration (FDA).

A acidose láctica é incomum, mas é um sério problema que poderia ocorrer pelo seu uso. Chame o seu médico imediatamente se apresentar algum dos seguintes sintomas de acidose láctica.

  • Cansaço extremo.
  • Fraqueza.
  • Diminuição do apetite.
  • Náuseas.
  • Vômitos.
  • Dificuldade para respirar.
  • Tonturas.
  • Perda de equilíbrio.
  • Taquicardia, bradicardia.
  • Calafrios.
  • Dor muscular.
  • Ondas de calor (repentina vermelhidão e calor na pele).
  • Dor de estômago.

Anemia

A metformina pode diminuir os níveis de vitamina B12 no organismo. Em alguns casos, pode causar (baixos níveis de glóbulos vermelhos) e se não é recebida a quantidade adequada de vitamina B12 ou de cálcio por meio da alimentação, se terá maiores possibilidades de ter baixos níveis baixos desta vitamina.

Os níveis de vitamina B12 podem ser melhorados se o consumo de metformina for suspenso ou se tomado suplemento vitamínico. No entanto, não é recomendável parar o consumo sem antes consultar o seu médico. Os sintomas mais comuns da anemia são:

  • Cansaço.
  • Tonturas.
  • Perda de equilíbrio.
  • Hipoglicemia

Problemas Renais

Este problema pode aumentar o risco de sofrer acidose láctica, devido ao fato de que os rins removem a metformina do corpo, mas, se os rins não funcionam bem, em consequência, os níveis de metformina serão mais elevados no corpo.

Se você tem problemas renais leves ou moderados, o médico deve iniciar o tratamento com uma dose baixa de metformina, por outro lado, se a pessoa tem problemas renais graves ou tem mais de 80 anos, talvez não seja uma opção tomar metformina.

Problemas Cardíacos

No que diz respeito aos pacientes com problemas cardíacos agudos ou que sofreram infartos, o uso da metformina, neste caso, não é recomendado. O coração poderia não estar enviando suficiente sangue para os rins, e assim não seria eliminada a metformina do corpo de maneira adequada, tal como aconteceria em condições normais, e tendo como consequência, um maior risco de sofrer acidose láctica.

Problemas De Fígado

O fígado metaboliza o ácido láctico do corpo, portanto, os problemas graves no fígado poderiam levar o paciente a uma acumulação de ácido láctico, já que tal acumulação aumenta o risco de sofrer acidose láctica. Em última análise, consumir metformina com problemas de fígado pode ser perigoso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto