A cúrcuma é uma especiaria amarela muito popular que é originária do sul da Ásia. É um ingrediente essencial em muitos pratos indianos.

Também é consumida por seus benefícios para a saúde. Os suplementos de cúrcuma, ou curcumina, seu ingrediente ativo principal, estão se tornando cada vez mais comuns.

No entanto, algumas pessoas estão preocupadas com os possíveis efeitos colaterais da alta dose de cúrcuma e dos suplementos de curcumina. Mas quais serão estes efeitos?

O que é Cúrcuma?

A cúrcuma, também conhecida pelo nome científico Curcuma longa, trata-se de uma antiga especiaria indiana, erva medicinal e corante alimentar da família do gengibre.

Efeitos Colaterais do Consumo de Cúrcuma

Os seus talos de raiz, chamados rizomas, são amarelos brilhantes ou laranjas. Eles geralmente são secos e moídos em pó, e são ricos em curcuminoides, compostos de plantas que são responsáveis ​​pela cor característica da cúrcuma.

A cúrcuma é um ingrediente essencial do curry indiano, com o seu sabor descrito como amargo e picante. Quase toda a cúrcuma do mundo é cultivada e consumida na Índia.

Seu valor nutricional consiste principalmente em carboidratos, amido e fibra. No entanto, como todas as especiarias, contém numerosos compostos de plantas e nutrientes.

Os principais compostos ativos na cúrcuma são os curcuminoides. São os responsáveis ​​pela cor laranja-amarelo do tubérculo e a maioria dos seus benefícios de saúde. O curcuminoide mais estudado é a curcumina, que pode estar presente em cerca de 3% da cúrcuma.

Leia também: "Benefícios da Cúrcuma/Curcumina".

Por que as Pessoas Consomem a Cúrcuma?

A cúrcuma é usada como um tempero e corante alimentar, adicionando sabor e cor aos alimentos. Mas também é consumida por seus benefícios à saúde, todos os quais foram atribuídos à curcumina, seu principal ingrediente ativo.

A cúrcuma tem vários benefícios, alguns deles são:

  • Reduz a inflamação: A inflamação crônica está associada a muitas doenças. Estudos mostram que os suplementos de curcumina podem reduzir os níveis dos marcadores inflamatórios.
  • Estado antioxidante melhorado: A curcumina e outros curcuminoides são poderosos antioxidantes que podem melhorar o seu estado antioxidante.
  • Melhora da função dos vasos sanguíneos: Estudos sugerem que os suplementos de curcumina podem promover a dilatação dos vasos sanguíneos, aumentando o fluxo sanguíneo e reduzindo a pressão sanguínea.
  • Reduz o risco de ataque cardíaco: Também podem diminuir o risco de ataques cardíacos, possivelmente através de seus efeitos anti-inflamatórios.

Efeitos Adversos da Cúrcuma e da Curcumina

A cúrcuma e a curcumina, seu principal ingrediente ativo, geralmente são considerados seguros e sem efeitos colaterais graves. No entanto, algumas pessoas podem ter efeitos colaterais quando tomam suplementos em grandes doses. Alguns dos possíveis efeitos colaterais são os seguintes:

Aumenta o risco de pedra nos rins. A cúrcuma contém cerca de 2% de oxalato. Em altas doses, isso pode contribuir para cálculos renais (pedra nos rins) em indivíduos predispostos.

Impurezas. Infelizmente, nem todos os pós comerciais de cúrcuma são puros. Alguns são adulterados com ingredientes mais baratos e potencialmente tóxicos não listados no rótulo.

Estudos revelaram que os pós comerciais de cúrcuma podem conter amido de mandioca ou cevada, trigo ou farinha de centeio. Consumir a cúrcuma com alguns desses aditivos causará sintomas adversos em pessoas com intolerância ao glúten ou doença celíaca.

Alguns pós de cúrcuma também podem conter corantes alimentares questionáveis, que são adicionados para melhorar a cor quando os pós de cúrcuma são diluídos com farinha.

Um corante alimentar frequentemente usado na Índia é o metanil amarelo, também chamado de ácido amarelo 36. Estudos em animais mostram que o metanil amarelo pode causar câncer e danos neurológicos quando consumido em grandes quantidades.

Embora os efeitos tóxicos do metanil amarelo não tenham sido investigados em seres humanos, é ilegal usá-lo em alguns países, como Estados Unidos e na Europa.

Alguns pós de cúrcuma também podem ser ricos em chumbo, um metal pesado que é especialmente tóxico para o sistema nervoso.

Problemas digestivos. As pessoas mais sensíveis podem ter problemas digestivos leves, como inchaço, refluxo ácido, flatulência e diarreia, se tomarem doses diárias de cúrcuma superiores a 1.000 mg.

Dor de cabeça e náuseas. As doses de 450 mg ou mais podem causar dor de cabeça e náuseas em um pequeno número de pessoas.

Erupção cutânea. Pessoas podem relatar uma erupção cutânea após tomar uma dose de 8.000 mg de curcumina ou mais ao dia, mas isso parece ser muito raro.

Doses extremamente elevadas de 2,600 mg/kg de peso corporal diariamente durante 13 semanas, ou até dois anos, podem causar alguns efeitos secundários graves em ratos. Estes incluíram um aumento no tamanho do fígado, pele manchada, úlceras estomacais, inflamação e um risco aumentado de câncer intestinal ou hepático.

Denise Cipolli Terapeuta Holística

Denise Cipolli
Terapeuta Holística
Denise A. Ribeiro Cipolli possui mais de 5 anos de experiência em terapia holística e é formada pela UHB Universidade holística Do Brasil de Guaratinguetá desde 2012.