O selênio é um elemento metálico que necessitam algumas enzimas para realizar suas funções. Ele está presente, em pequenas quantidades, em alimentos como levedura de cerveja, cereais, produtos lácteos e ovos.

É um antioxidante poderoso que fortalece o sistema imunológico e combate o câncer. Esta benéfica função foi descoberta quando se detectou que os habitantes de uma região no sudeste da Ásia tinham índices muito baixos de câncer e foi descoberto que a terra na qual cultivavam suas hortaliças era rica em selênio.

Os cientistas também descobriram que os níveis de selênio no sangue são baixos em pessoas que sofrem câncer de mama, de estômago, de cólon, de vesícula biliar e do trato genital. O selênio também desintoxica de dois minerais que causam câncer: o mercúrio e o cádmio.

Alguns estudos sugerem que os suplementos de selênio podem ajudar as pessoas que sofrem de asma, algumas das quais têm baixos níveis deste mineral. Acredita-se que o selênio protege as paredes dos vasos sanguíneos dos danos causados por radicais livres que provocam o desenvolvimento de arteriosclerose.

Outros estudos parecem demonstrar que as mulheres com baixos níveis deste mineral no sangue correm um maior risco de desenvolver uma doença fibrocística da mama. No entanto, apesar de todos estes benefícios, o selênio tem seu lado escuro.

Os Efeitos Secundários do Selênio no Corpo Humano

Leia também: “Benefícios do Selênio Para a Saúde“.

Efeitos Colaterais e Contraindicações do Selênio:

O selênio de forma tópica. As pessoas que usam compostos com selênio para controlar a caspa ou a micose devem ter cuidado e evitar a aplicação do produto sobre áreas da pele danificada ou lesionada. Além de produzir irritação da pele, o selênio pode entrar no organismo através destas lesões.

Este processo é conhecido como absorção percutânea e pode resultar em toxicidade por selênio se a preparação for usada durante um longo período de tempo. As pessoas devem lavar bem as mãos após a aplicação de qualquer produto com selênio nas áreas afetadas. Isto minimiza a absorção através de pequenas feridas que podem existir na pele das mãos.

Suplementos nutricionais. É difícil avaliar a eficácia dos suplementos alimentares com selênio, porque existe pouco acordo sobre os padrões para interpretar os valores de selênio no corpo humano.

Dependendo da ingestão, os adultos saudáveis podem ter valores de selênio no plasma entre 8 e 25 g/dl. Além disso, a maior parte do selênio presente no organismo não é transportada no sangue, mas armazenada nos tecidos.

A análise do cabelo não tem sido útil na determinação de selênio. Na ausência de um teste eficaz, as pessoas que desejam tomar suplementos de selênio devem verificar, primeiro, se vivem em uma área que já tem taxas elevadas de selênio na água potável e no solo.

Provavelmente, a maioria não precisa de mais selênio do que o contido nos suplementos padrão de vitaminas e minerais. Além disso, aparentemente, o organismo utiliza o selênio de forma mais eficaz quando tomado junto com a vitamina E.

Os efeitos colaterais do contato com os compostos que contém sulfeto de selênio incluem coceira na pele, irritação da conjuntiva, descoloração ou queda de cabelo e um couro cabeludo oleoso. Tanto os produtos tópicos, como as mega doses de selênio tomadas por via oral podem produzir toxicidade por selênio.

Os sintomas de toxicidade incluem náuseas, vômitos, cansaço, dor abdominal, hálito de alho e queda de cabelo e das unhas. Costumam durar entre 10 a 12 dias depois.

As preparações tópicas com selênio podem interagir com os metais presentes em bijuterias e joias. Os pacientes devem remover qualquer adorno antes de aplicar o shampoo ou a loção.

No que se refere aos suplementos alimentares, existe alguma evidência de que a vitamina C inativa o selênio no trato digestivo. As pessoas preocupadas com a sua ingestão de selênio devem tomar os suplementos de selênio sem vitamina C.