O Que é Imunoglobulina Humana Endovenosa?

Imunoglobulina humana endovenosa é usada para prevenir ou tratar algumas doenças que podem ocorrer quando o organismo não produz a sua própria imunidade para prevenir essas doenças.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causarem uma preocupação especial ou se quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhe seus medicamentos com outras pessoas.

Informações Importantes

Informe o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico se…

  • É alérgico a algum medicamento, prescrito ou não.
  • Estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento.
  • Estiver amamentando.
  • Está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não, especialmente qualquer vacina de vírus vivo.
  • Possui algum outro problema médico, em especial os problemas de coração, deficiências de imunoglobulina A (IgA) ou problemas nos rins.
  • Teve uma reação grave à imunoglobulina intravenosa (IVIG), no passado.

A imunoglobulina endovenosa é administrada somente sob a supervisão direta de um médico.

Imunoglobulina Humana Endovenosa (Injetável)

Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais que devem ser comunicados ao seu médico:

Mais comuns: palpitações ou batimentos cardíacos rápidos, dificuldade para respirar.

Menos comuns: lábios azulados ou unhas, sensação de queimadura na cabeça, sensação de desmaio ou tonturas, fadiga ou fraqueza.

Raros: dificuldade em respirar ou engolir, urticária, prurido, vermelhidão da pele (especialmente em torno das orelhas), inchaço dos olhos, face ou no interior do nariz, cansaço ou fraqueza incomum (súbita e grave).

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento, mas se continuam ou são incômodos, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Mais comuns: dores nas costas, sensação geral de desconforto ou doença, dor de cabeça, dores articulares, dores musculares, náuseas, vômitos.

Menos comuns: dor no peito, costas ou quadril, erupções cutâneas, cãibras nas pernas, vermelhidão, prurido ou dor no local da injeção.

Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns doentes. Se notar qualquer outro efeito, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.