Em 1968 Linus Pauling propôs o termo "Medicina Ortomolecular", também chamado de nutrição ortomolecular ou nutrição ideal.

Podemos definir este tipo de medicina na abordagem holística já que em base, o que se pretende restabelecer é o equilíbrio químico do organismo e aperfeiçoar ao máximo a função fisiológica, sem o uso agressivo e tóxico de medicamentos, como é de uso comum na medicina ortodoxa.

O Que é Medicina Ortomolecular?

O conceito básico da medicina ortomolecular é que, de acordo com a base genética e outros fatores, como o ambiente, os níveis de estresse e os níveis de nutrição, as pessoas têm necessidades nutricionais específicas; ninguém se parece neste aspecto. Por conseguinte, o que produz uma doença em uma pessoa provoca boa saúde em outra.

Para Que Serve A Medicina Ortomolecular?

Muitas doenças degenerativas, inclusive anomalias mentais, são possivelmente o resultado de desequilíbrios bioquímicos. A investigação demonstra que todas as doenças podem ser tratadas, em certa medida com suplementos nutricionais, como vitaminas, aminoácidos, minerais, eletrólitos e ácidos graxos.

Teoricamente, os alimentos frescos de alta qualidade fornecem todos os nutrientes necessários para uma boa saúde.

No entanto, o esgotamento dos nutrientes no solo como resultado do uso excessivo de pesticidas e fertilizantes artificiais e as técnicas de cultivo intensivo tem significado um declínio gradual nos níveis de nutrientes nos produtos.

Portanto, os médicos ortomoleculares recomendam realizar testes de laboratório para determinar o estado nutricional, de modo que possam ser corrigidas com o uso de suplementos as possíveis áreas insuficientes.

Para Que Serve a Medicina Ortomolecular

Na terapia ortomolecular são utilizados compostos orgânicos que estão presentes no corpo e são necessários para as funções vitais e uma excelente função.

Uma das terapias mais vulgarmente utilizadas é mega-vitamina pela qual são administradas concentrações específicas de vitaminas para curar uma doença ou para manter em equilíbrio o corpo. As vitaminas atuam quimicamente como coenzimas, ou seja, que forneçam a sua estrutura química para que esta desencadeiem as reações metabólicas necessárias para a vida.

Na prática, deste tipo de medicina uma das principais aplicações é a prevenção, é por isso que geralmente costumam realizar testes periódicos para detectar possíveis deficiências tanto hormonais, vitamínicas, enzimáticas, etc. A fim de administrar os componentes necessários antes que este desequilíbrio provoque as alterações somáticas em patologias.

Sua filosofia é prevenir, equilibrar e aperfeiçoar a saúde em longo prazo, proporcionando um rejuvenescimento de dentro para fora.

Em termos de rejuvenescimento a sua aplicação é simples. O fato de manter uma função ideal do organismo, de proporcionar substâncias biológicas em déficit, assim como também compostos e alimentos antioxidantes para minimizar ao máximo o dano e envelhecimento celular; é por isso que retarda os efeitos do envelhecimento evitando a oxidação celular e a produção de radicais livres, principais causas do envelhecimento.

Por fim, o equilíbrio, a harmonia, o fortalecimento do sistema imunológico e a administração de compostos biológicos e orgânicos, são os pilares da Medicina.

Atenção, as sugestões encontradas nesse artigo não possuem base científica comprovada, sendo assim não devem ser substituídas, em hipótese alguma, por um tratamento médico convencional e/ou ao seguir essas sugestões, os sintomas ou condições a que esse artigo se propõem ajudar podem se agravar.

Denise Cipolli Terapeuta Holística

Denise Cipolli
Terapeuta Holística
Denise A. Ribeiro Cipolli possui mais de 5 anos de experiência em terapia holística e é formada pela UHB Universidade holística Do Brasil de Guaratinguetá desde 2012.