Neste artigo você encontrará informações sobre o que é o Ginseng e quais são suas contraindicações claras e resumidas. Consideramos que é importante que você conheça quais são os efeitos adversos que pode ter abuso de ginseng.

Durante séculos, o ginseng é uma das plantas mais populares na medicina chinesa. Sua fama é devido às suas excelentes propriedades, por exemplo, se afirma seus anti-estresse, regulador de tensão, melhora o desempenho intelectual, o sistema imunológico e vigor sexual.

É verdade que esta planta tem excelentes propriedades. Na medicina chinesa, era tida como revigorante sexual, pois lhe eram atribuídas propriedades afrodisíacas. Sua ação ocorre principalmente sobre o sistema nervoso central. É conveniente se você vai usar o ginseng antes consultar o seu médico. Podem surgir interações com outros fármacos que afetam a sua saúde. Não tome nada antes de falar com o médico.

O Que É o Ginseng e Para Que Serve?

Provavelmente é uma das plantas medicinais mais conhecidas e populares de todas. Proveniente da China trata-se de uma planta onde se encontram diferentes tipos de ativos. Esta substância o que faz é aplicar diferentes tipos de benefícios fitoterápicos e dietéticos. Dependendo dos fatores climáticos onde foi cultivado será obtido um tipo de qualidade e quantidade na raiz de ginseng. Existem diferentes tipos de raízes, embora a mais conhecida seja a de ginseng vermelho e de ginseng coreano, mas também é possível encontrar ginseng americano e ginseng siberiano. Diz-se que os dois primeiros são realmente os originais, já que pertence a prata do gênero Panax Ginseng. Os usos do ginseng são muito diversos, considerando que em componentes concentra:

Contraindicações do Ginseng

  • Minerais, como cobre, alumínio ou ferro.
  • Vitaminas B e D.
  • Taninos e saponinas.
  • Ácidos graxos essenciais.
  • Polissacarídeos de alto peso molecular.

Geralmente o consumo de ginseng ocorre quando existem quadros de fadiga, estresse ou deficiência geral no sistema imunológico, já que é capaz de reativar todo o corpo e fornecer-lhe toda a energia que falta. Além disso, o ginseng é capaz de melhorar a sexualidade da pessoa, a vitalidade e a concentração, é por essa razão que é altamente recomendado para aqueles momentos em que devemos estudar e ter longos períodos de leitura, já que a mente está mais ativa e se coloca em foco. Outro dos grandes benefícios para o corpo é que ajuda que os reflexos estejam mais ativos, com isso se sente a energia tanto física como mental e a faz trabalhar para você.

Como preventivo, é muito bom para prevenir o aparecimento de plaquetas, úlceras gástricas devido ao estresse e fortalece mais o sistema imunitário em geral. Leve em conta que se você sofre de hipertensão arterial, não é aconselhável consumir ginseng em nenhuma de suas versões, uma vez que poderia chegar a ter efeitos adversos graves.

Leia também: “Ginseng: Propriedades e Benefícios Mais Importantes do Ginseng“.

Contraindicações do Ginseng

O ginseng na medicina tradicional chinesa é recomendado especialmente para pessoas idosas a partir dos 60 anos de idade, raramente é utilizado por pessoas mais jovens. O abuso do ginseng pode levar a provocar uma série de sintomas, como:

  • Palpitações
  • Tontura
  • Vômitos
  • Dor abdominal
  • Sensação de inchaço
  • Erupções cutâneas
  • Sensação de peso
  • Taquicardias

No caso de estar tomando ginseng e ter alguma reação similar suspenda o tratamento e consulte o seu médico.

Não sabemos a confiabilidade exata do produto, salvo os comprados em farmácias ou lojas especializadas. O ginseng é vendido em mercados e outros lugares onde o produto pode estar exposto ao sol ou armazenado em condições pouco apropriadas que podem afetar o produto.

Nos mercados pode acontecer de você encontrar preparações muito baixa qualidade, já que com frequência o produto é falsificado, com raízes secundárias, que podem causar irritabilidade e dores de cabeça.

É capaz de interagir e reduzir a ação sedativa de alguns fármacos psicotrópicos (tomados para a depressão, ansiedade, estresse pós-traumático, etc.). Se você estiver tomando antidepressivos ou algum outro fármaco antes de tomar ginseng, consulte o seu médico.

O ginseng pode ter reações de “efeito paradoxal”, ocasionadas quando um medicamento supostamente atua de forma contrária. Fique de olho se você estiver tomando antidepressivos, antipsicóticos, não misture com ginseng.

Ao interagir com outros medicamentos pode causar hipertensão e ataques de ansiedade. Por exemplo, verificou-se que tomar ginseng com cafeína pode causar uma ativação excessiva que pode causar excessiva ativação e insônia.

Interage com o fármaco digoxina. Interage com o antidepressivo fenelzina podendo causar dores de cabeça e episódios maníacos.

Os pacientes que tomam medicação para a diabetes tipo 2 devem informar o seu médico, já que o ginseng pode reduzir os níveis de açúcar no sangue que se acrescentariam aos efeitos do medicamento para a diabetes.

Outras coisas a considerar:

  • Estado de nervosismo, irritabilidade.
  • Não tomar durante a gravidez, já que pode ter efeitos negativos sobre a mesma.
  • Se você tomar ginseng não misture com café.
  • Pode produzir urticária.
  • Dor de cabeça.
  • Diarreia.

Nas mulheres, houve casos de hiperestrogenismo, dor na glândula mamária e hemorragias matriz fora do período menstrual.

Em caso de tomá-lo, recomenda-se um tratamento de 4-6 semanas e depois um descanso de dois a três meses.

A dose recomendada é de um grama por dia, não exceda a quantidade, já que pode ser a causa de algum efeito secundário descrito acima.

Leia também: “Remédios Naturais Com Ginseng“.

Considerações a Levar em Conta Antes de Tomar Suplementos

Antes de tomar suplementos dietéticos, seja qual for sua natureza, há certos aspectos que devemos considerar e que nem todos nós conhecemos, pois ao ser, a maioria, de venda livre em locais públicos, falta informações necessárias sobre eles, ainda que tenham panfleto ou folheto com informações. Vamos ver algumas das considerações a levar em conta:

  • Contraindicações: os medicamentos, todos, podem ter contraindicações para nossa saúde, tanto se são químicos como naturais, medicamentos comprados na farmácia ou medicamentos que compramos sem receita médica. Leve em conta que os suplementos alimentares podem interferir com outros medicamentos que esteja tomando, por isso, é essencial que você coloque em prática o seu conhecimento médico, se quer experimentar algum medicamento natural ou suplemento.
  • Controle dos médicos: embora possamos comprar sem receita médica, as doses podem ser elevadas ou baixas para nós, por isso é essencial que sempre consultemos um médico antes de tomar suplementos alimentares. Eles, também, poderão informar sobre os benefícios e os riscos, assim como das interações com outros medicamentos que estamos tomando. Lembre-se também que é necessário que o seu médico avalie o seu histórico antes de tomar uma medicação, por isso, se você está muito mal, antes de fazer qualquer coisa, procure a emergência, mas evite tomar qualquer coisa sem orientação médica.
  • Não se automedique: a automedicação é algo que pode trazer consequências muito graves para sua saúde, pois, embora sejam elementos naturais, estes podem influenciar com medicamentos que você está tomando ou outros produtos naturais e provocar uma reação alérgica mais importante. Você deve ter cuidado com os sintomas de reações alérgicas a medicamentos ou suplementos, uma vez que estes geralmente aparecem depois de duas horas após tomar o produto, mas podem também fazê-lo até duas semanas depois. Se você observar os sintomas, deve consultar o seu médico e dizer-lhe todos os medicamentos e suplementos que tomou até duas semanas atrás para que possa avaliar tudo. Lembre-se que os sintomas podem ser leves a muito graves, e entre eles podemos citar: inchaço e erupções cutâneas, urticária e vergões que crescem rapidamente, sensação de fraqueza, tonturas, náuseas, febre, desmaios, vômitos, dificuldade para respirar, falar e engolir, inchaço da face, lábios e pescoço, e choque anafilático.

Informe antes de um exame de sangue: os suplementos alimentares podem alterar os dados de um exame de sangue, por isso é necessário deixar de tomar todos os medicamentos dois dias antes de fazer algum deles. De qualquer forma, se você consome um medicamento de maneira regular que é indicado pelo seu médico, ele saberá o quanto ou não influencia e te dirá como você deve agir antes do exame.

Como você pode ver, nem todos os suplementos podem ser uma grande ajuda em momentos de estresse, insônia e como fonte de vitaminas, por isso que tomá-los pode ser de grande ajuda em nossa vida. De qualquer forma, lembre-se de conversar com seu médico e ouvir seus conselhos. E recorde que os suplementos não devem ser substitutos de uma dieta equilibrada.