Cuidado Com Herpes: Um Bebê Morre Por Causa De Um Beijo

Muitas vezes, é debatido se é adequado ou não dar beijos na boca dos bebês. Existem aqueles que dizem que não há nada de errado, que apenas é um sinal de afeto. Alguns mais, outros menos, todos já demos um beijinho na boca do nosso filho. Mas existem aqueles que dizem que é perigoso, porque lhes passamos muitos dos nossos micro-organismos da boca e podem contrair alguma doença.

A priori, se você é saudável, o risco é baixo. No entanto, se você tiver alguma doença, algum vírus, é absolutamente contraindicado. Um dos vírus mais perigosos, neste sentido é o herpes simplex, que às vezes se manifesta em forma de feridas, úlceras na boca. Neste momento a pessoa infecta. Bem, é óbvio que não é uma boa ideia beijar ninguém, nesse caso, e menos ainda um bebê, pois não faz muito se sabe que um bebê morreu na Austrália, dias antes de completar o seu primeiro mês por causa de um beijo.

O que é Herpes Simplex?

O vírus do herpes simplex é um vírus que causa feridas, úlceras, na boca ou no rosto. Recebe também o nome de herpes labial ou herpes bucal. Pode afetar também a área genital, nádegas ou área anal e é um vírus perigoso em recém-nascidos ou pessoas com sistema imunológico imaturo.

Cuidado com Herpes: Um Bebê Morre por Causa de um Beijo

Existem dois tipos de vírus, o tipo 1, que é o que normalmente afeta os lábios, mas pode produzir também o herpes genital, e o tipo 2, que costuma produzir o herpes genital, mas às vezes afeta a boca.

É um vírus que é transmitido pelo contato direto. Existem pessoas assintomáticas, que nunca sofrem as feridas e outras apresentam úlceras perto da área onde foram infectadas.

Os surtos, as feridas podem acontecer várias vezes por ano, ou, por vezes, permanecer bastante tempo sem se manifestar até que ocorre uma diminuição das defesas se manifesta. Em tempos de grande estresse é possível que ocorra até duas vezes, mas quando se está mais calmo, pode-se passar anos sem sofrer.

Quando existem estas feridas, estas pupas na boca, o contato deve ser limitado. O afetado não pode beijar ninguém (na bochecha nada iria acontecer, mas na mucosa dos lábios de outra pessoa, sim).

Se você beijar uma pessoa que já tem o vírus, bem veja, não lhe afetará provavelmente muito, porque já o tem, mas se você beijar alguém que não o tem o risco é evidente, especialmente se falamos de pessoas com um sistema imunológico comprometido, como no caso dos recém-nascidos.

Leia também: "Como Evitar Que Reapareça o Vírus do Herpes".

Caso da Menina Australiana

Eloise Lampton nasceu no dia 01 de novembro por cesariana no Hospital Mackay, norte de Queensland. Filha de Sarah Pugh, de 28 anos, e Douglas Lampton, de 35, faleceu aos 24 dias de vida após a infecção com o vírus do herpes, quando ainda estava no hospital, dias após o nascimento.

Em um primeiro momento, segundo fomos informados pelo Daily Mail, tudo estava bem. Eloise recebeu alta hospitalar como qualquer bebê. Nos primeiros dias, de fato, dormia muito, não chorava. Parecia simplesmente uma menina muito tranquila.

No entanto, começou a perder peso. Os médicos pensaram que havia algum problema com a alimentação, mas as coisas não melhoraram. Chegou a perder um quilo em uma semana e seu estado de saúde piorou tanto que a levaram para o hospital, preocupados.

Sedaram a menina e a conectaram a máquinas para mantê-la estável, enquanto descobriam a causa.

Após dois dias de testes e análises, informaram aos pais, que têm mais três filhos, que a criança havia sido infectada pelo vírus do herpes.

Acreditavam que poderia ter sido contaminada pela mãe em algum momento, mas ao fazer os exames verificaram que dava negativo para a doença.

Não tinham pontos de vista, portanto, não conseguiram adivinhar quem foi: talvez, o pai? (Na notícia não dizia que ele havia feito testes) Talvez uma enfermeira? Talvez um visitante desconhecido?

Tentaram salvar a sua vida, mas estando no hospital contraiu um estafilococo e, em seguida, não havia nada que pudessem fazer por ela.

Independentemente de quem a infectou o importante é ter claro, muito claro, que o herpes é um vírus suficientemente perigoso para acabar com a vida de um recém-nascido.

Então, não devemos beijar os bebês na boca?

Quem já não fez isso com os filhos, lhes deu beijos na boca desde pequeninos. Gostamos de fazer isso porque é uma maneira de demonstrar o nosso amor. Quando eles crescem preferimos fazê-lo na bochecha, mas não há nada de errado.

A única coisa que é preciso ter claro é que a maioria dos vírus se transmite pela saliva, tanto os mais comuns como o resfriado, como os mais perigosos. Se você não estiver se sentindo bem, porque tem algum sintoma, não os beije e tenha sempre as mãos limpas. Se você se sente bem, decida.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto
  • Herpes Labial

    Chama-se de herpes labial (herpes) pequenas bolhas que crianças e adultos tem nos lábios e áreas circundantes. Esta doença é causada pelo vírus herpes e o prime...

  • Herpes Zoster

    A Herpes-zóster é a reativação de um vírus latente ou dormente (varicela) estacionado no sistema nervoso central. Quando o vírus é ativado, se estende através d...

  • Como Evitar Que Reapareça O Vírus Do Herpes

    O herpes é uma doença viral que pode ser contraída muito facilmente e por vezes, passa despercebida por não apresentar sintomas. É importante cuidar da sua saúd...

  • Suplementos Para Herpes Labial

    A herpes labial é causada por um vírus que permanece durante toda a vida e que desenvolve surtos desencadeados por alguns fatores. Para evitar que isso aconteça...

  • Remédios Caseiros Para Herpes Labial

    A herpes labial é causada por um vírus que permanece durante toda a vida e que desenvolve surtos desencadeados por alguns fatores. Para evitar que isso aconteça...

  • O Que Você Deve Saber Sobre O Herpes Genital

    Herpes trata-se de uma doença sexualmente transmissível e mais comum do que se imagina, já que muitas pessoas possuem o vírus, mas não apresentam os sintomas da...