O Que É A Resistência À Insulina?

Se você está pensando que este artigo é apenas para pessoas que sofrem de diabetes, tome cuidado! A resistência à insulina às vezes tende a acontecer antes que se inicie a diabetes e o seu estilo de vida influi muito para que se desenvolva este problema. Vale à pena estar ciente do que se trata para possa preveni-la a tempo.

Vamos começar por esclarecer o que é a insulina... É um hormônio produzido pelo pâncreas e que ajuda a controlar o nível de glicose (açúcar) no sangue. Quando o nível de glicose (açúcar) no sangue aumenta, o pâncreas começa a produzir insulina, a qual se adere às células e funciona como uma espécie de chave para permitir a glicose entre elas. As células precisam de glicose, já que é sua fonte principal de energia.

A resistência à insulina, então, acontece quando as células se tornam literalmente resistentes aos efeitos da insulina nelas. Essa insulina não funciona bem, as células precisam de cada vez mais insulina para permitir a glicose entre elas e isso faz com que o açúcar no sangue aumente e a energia nas células diminua. O pâncreas continua produzindo cada vez mais insulina em resposta à elevação de glicose no sangue, mas o corpo não reage como deveria. E é aí que tudo se complica, porque os níveis de açúcar no sangue começam a aumentar sem que nada o controle e então se desenvolva doenças como pré-diabetes, diabetes tipo 2, endurecimento das artérias (aterosclerose) ou doença cardíaca, entre outras.

O Que é a Resistência à Insulina?

O que gera a resistência à insulina? Ainda não se sabe especificamente qual a causa desta resistência celular, mas parece estar relacionada com certos fatores de risco, como...

  • Antecedentes familiares, ou seja, se os seus pais ou irmãos têm diabetes.
  • Obesidade, especialmente, quando existe gordura acumulada no abdômen.
  • Sedentarismo.

É muito comum quando se fala de resistência à insulina, que se confunda com diabetes tipo 2 ou com a síndrome metabólica, como se fossem o mesmo, e não são. Vejamos por que:

Por um lado, a resistência à insulina é uma condição que pode provocar a diabetes tipo 2 (que também é conhecida apenas como diabetes por ser a mais comum). Mas não é apenas a causa desta doença, mas é também a sua principal característica, que a diferencia da Diabetes Tipo 1.

Por outro lado, a resistência à insulina está associada com uma condição cada vez mais frequente, denominada como síndrome metabólica ou síndrome X. Esta síndrome é uma combinação de fatores.

Leia também: "Síndrome Metabólica ou Resistência à Insulina: Causas, Sintomas e Tratamento".

Diagnostico da Resistência a Insulina

Se apresentam três ou mais dos seguintes:

  • Pressão arterial de 130/85 mmg/HG ou mais.
  • Glicose (açúcar) em jejum de 100 mg/dl ou mais.
  • Diâmetro da cintura para homens: 1016 milímetros ou mais.
  • Diâmetro da cintura para mulheres: 889 milímetros ou mais.
  • Colesterol bom (HDL) baixo em homens: menos de 40 mg/dl.
  • Colesterol bom (HDL) baixo em mulheres: menos de 50 mg/dl.
  • Triglicéridos elevados, 150 mg/dl ou mais.

A síndrome metabólica como a resistência à insulina, pré- diabetes e diabetes aumentam o risco de desenvolver doenças cardíacas, derrames cerebrais, entre outros problemas.

Isto é, a resistência à insulina pode marcar o aparecimento da diabetes e outras complicações graves para a saúde. Então, vale à pena agir para preveni-la. O problema é que a resistência à insulina geralmente não apresenta sintomas e muitas vezes passa despercebida até que os seus níveis de açúcar no sangue subam. Por isso, se você considera que tem alguns dos fatores de risco que mencionamos, é melhor começar a mudar o quanto antes. A resistência à insulina começa a causar problemas cardiovasculares antes que se desenvolvam os sintomas ou que seja realizado o diagnóstico de diabetes.

Sabemos que mudar a herança familiar é impossível, mas perder peso, diminuir a gordura do abdômen, fazer exercício e melhorar os hábitos alimentares, são estratégias altamente eficazes para prevenir ou reduzir a resistência à insulina. E, assim, diminuir o risco de desenvolver problemas de saúde no futuro. Cuide do seu corpo, você apenas tem um e ele tem que durar por toda vida. Vale à pena!

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto