As hérnias, em geral, são bastante comuns em crianças. Algumas, especialmente os meninos, podem nascer com elas. Existem diferentes tipos de hérnias e cada uma requer uma atenção diferente.

O Que É Hérnia Inguinal?

A hérnia inguinal que é um tipo de hérnia que se parece com um pequeno nódulo na região da virilha, ou seja, entre o abdômen e a parte superior da coxa.

Se quando a criança chora, tosse ou está de pé você nota que se forma um pequeno nódulo na região da virilha (entre o abdômen e a parte superior da coxa), seu pequeno (a) pode ter uma hérnia inguinal.

Causas da Hérnia Inguinal

Uma hérnia ocorre quando algum dos tecidos moles (geralmente uma parte do revestimento peritoneal da cavidade abdominal ou uma parte do intestino) sai ou desliza através de um ponto fraco nos músculos do abdômen.

A hérnia inguinal é muito mais comum em meninos do que em meninas e é identificada, como já mencionamos, se você observa um nódulo na região da virilha. As hérnias não são exclusivas das crianças, podem ocorrer em qualquer idade. Existem de diferentes tamanhos. Muitas vezes não causam sintomas a menos que sejam muito grandes ou que causem complicações, seja encarceramento ou estrangulamento, que descreveremos mais adiante.

Uma hérnia inguinal pode ser formada também por tecido adiposo ou conjuntivo. No caso das meninas, embora com menor frequência do que nos meninos, pode chegar a se estender para lábios maiores ou externos, os quais circundam a abertura da vagina. Nos meninos, a hérnia inguinal pode se estender para o escroto ou saco que contém os testículos. Curiosamente, são mais frequentes no lado direito do que no esquerdo.

As hérnias inguinais também são comuns em recém-nascidos pré-termo (prematuros), nos quais não tenham caído ou descido os testículos e naqueles com fibrose cística (uma doença genética que afeta os pulmões e o sistema digestivo).

Além disso, considera-se que, se houver um histórico familiar de hérnias inguinais existe mais probabilidade de que os pequenos possam desenvolver uma.

Leia também: "Hérnias: Remédios Caseiros para os Diferentes Tipos de Hérnias".

Tratamento da Hérnia Inguinal Infantil

O tratamento da hérnia inguinal sem complicações é a cirurgia. Então não se preocupe, quando não é uma situação de emergência, geralmente é uma operação simples, que pode ser feita por laparoscopia, dura uma hora e é possível regressar com a criança para casa no mesmo dia.

A cirurgia é necessária para prevenir que se desenvolvam as complicações que descrevemos que podem chegar a ser graves. No caso de ser um bebê prematuro ou uma criança com condições especiais, talvez o deixem em observação por uma noite.

Na casa, apenas se o menino ou menina se sentir melhor, você pode alimentá-lo normalmente e dar um banho quente dois dias após a cirurgia. Mas, é importante seguir as instruções dados pelo seu médico.

Após a operação, esteja alerta para chamar o médico no caso de desenvolver febre, inflamação (inchaço) abdominal excessiva, vermelhidão, sangramento ou se a dor aumenta. E, claro, você sempre pode ligar para o médico se tiver alguma dúvida. E não se esqueça de levar o pequeno para sua consulta quando o médico indicar após a cirurgia para verificar se tudo está em ordem.