O Que São Contraceptivos Orais de Estrógeno e Progesterona?

A maioria dos contraceptivos orais (pílulas anticoncepcionais), contém dois tipos de hormônios, estrogênio e progesterona. Eles são tomados por via oral em um horário regular para evitar a gravidez.

Os contraceptivos orais contém norgestimato que são usados para tratar a acne e também ajudam a evitar a gravidez.

Você também pode usar certas marcas de anticoncepcionais orais para outras circunstâncias determinada por seu médico. Os contraceptivos orais não previnem doenças sexualmente transmissíveis ou DST.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causa uma preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhe seus medicamentos com outras pessoas.

Informações Importantes:

Informe o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico se…

  • É alérgico a algum medicamento, prescrito ou não.
  • Estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento.
  • Estiver amamentando.;
  • Está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não.
    Contraceptivos Orais De Estrógeno E Progesterona
  • Fuma cigarro.
  • Possui algum outro problema médico.

Posologia

Este medicamento vem com informações para o paciente. É muito importante ler e compreender estas informações.

Quando você começar a usar contraceptivos orais, o seu corpo precisa de pelo menos 7 dias para se acostumar e evitar a gravidez.

Use outro método de controle de natalidade durante o primeiro ciclo (pack de comprimidos) para garantir que esteja protegida.

Os contraceptivos orais devem ser tomados exatamente no mesmo horário para evitar a gravidez.

Tome no mesmo horário todos os dias, com um intervalo de não mais de 12 horas.

Se você esquecer uma dose deste medicamento:

Por um dia:

Tome o comprimido esquecido logo que se lembrar. Se você não se lembrar até o dia seguinte, tome o comprimido esquecido mais o comprimido agendado para esse dia. Para garantir, você precisa usar métodos contraceptivos para garantir que você fique protegida durante o restante do ciclo (embalagem de comprimidos).

Por mais de um dia:

Consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico para discutir como retornar a uma programação de dose regular e como evitar a gravidez.

Para guardar este medicamento:

Mantenha fora do alcance das crianças. Armazene longe do calor e da luz direta. Não armazene no banheiro, perto da pia da cozinha, ou em outros lugares úmidos. Calor ou umidade podem comprometer o medicamento. Não guarde medicamentos vencidos.

Leia também: “Progestogênicos (Contraceptivo – Oral)“.

Precauções

É muito importante que o seu médico verifique o seu progresso em visitas regulares para certificar-se que este medicamento não causa efeitos indesejáveis. Estas visitas serão normalmente a cada 6 a 12 meses, mas podem ser mais frequentes.

Antes de ter qualquer cirurgia ou tratamento dentário ou de emergência, o médico ou dentista deve saber que você está usando o medicamento.

Certos medicamentos podem diminuir a eficácia dos contraceptivos orais. Use um segundo método de controle da natalidade durante cada ciclo (pack de comprimidos), que você utilize um dos seguintes medicamentos:

ampicilina, barbitúricos, carbamazepina, griseofulvina, penicilina V, fenitoína, primidona, rifampicina, ritonavir, tetraciclinas, troglitazona.

Foi descoberto que o fumo do cigarro junto com medicamentos que contenham estrogênio, aumenta o risco de efeitos secundários graves que afetam o coração ou circulação. Para reduzir o risco, não fume durante a utilização de contraceptivos orais.

Se você acha que pode estar grávida, pare de tomar este remédio imediatamente e consulte seu médico.

Efeitos Colaterais

Em casos raros, pílulas anticoncepcionais causam efeitos graves, como tumores benignos (não cancerígenos) no fígado, câncer de fígado, coágulos de sangue, ataques cardíacos e derrames, problemas na vesícula biliar, fígado e útero. Estes efeitos podem ser muito graves e podem causar a morte. Discuta este assunto com seu médico.

Os efeitos colaterais que devem ser comunicadas imediatamente ao seu médico:

Os seguintes efeitos secundários podem ser causados por coágulos de sangue, mas raramente ocorrem. No entanto, se ocorrerem, requerem atenção médica imediata. Obtenha ajuda de emergência imediatamente se sentir dor abdominal ou no estômago (súbita, severa ou contínua), tossir sangue, dor de cabeça (súbita ou grave), perda de coordenação (súbita), perda ou alteração na visão (súbita), dor no tórax, virilha ou da perna (principalmente panturrilha), falta de ar (súbita ou inexplicável), fala atrapalhada (súbita), fraqueza, dormência ou dor no braço ou perna sem explicação.

Outros efeitos colaterais que devem ser comunicados ao seu médico:

Efeitos colaterais mais comum: alterações no sangramento vaginal.

Efeitos colaterais menos comuns ou raros: desmaio, náuseas, pele pálida e suor ou dores de cabeça ou enxaqueca, aumento da pressão, nódulos de mama, depressão mental, dor no estômago ou no abdômen, inchaço, dor ou sensibilidade nos superior do abdômen, corrimento vaginal (espessura, cor branca, tipo requeijão), irritação vaginal ou comichão, olhos ou pele amarela.

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento, mas se continuam ou são incômodos, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Efeitos colaterais mais comuns: cólicas no abdômen ou no estômago; acne; estômago inchado, dor, sensibilidade ou inchaço do peito, tonturas, náuseas, inchaço nos tornozelos ou pés.