O que é metoclopramida?

A metoclopramida é um remédio que estimula os movimentos ou as contrações do estômago e do intestino. A metoclopramida é tomada por via oral, quando usada para tratar os sintomas de um certo tipo de problema no estômago, denominado gastroparesia diabética. Este remédio alivia alguns sintomas, tais como náuseas, vômitos, além de dar sensação de plenitude contínua após as refeições e perda de apetite. Metoclopramida é usada também para tratar os sintomas como a azia causada pelo refluxo de ácido gástrico para o esôfago. Metoclopramida também pode ser usada para outras circunstâncias determinadas por seu médico.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causarem uma preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhe seus medicamentos com os outros.

Informações importantes:

Informe o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico se. . .

  • é alérgico a algum medicamento, prescrito ou não;
  • estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento;
    Metoclopramida (Oral)
  • estiver amamentando;
  • está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não; especialmente depressores do sistema nervoso central;
  • possui outros problemas médicos; principalmente abdominal ou sangramento do estômago, epilepsia, obstrução intestinal grave ou doença renal.

Posologia

Tome este medicamento 30 minutos antes das refeições e na hora de dormir, a menos que seu médico lhe tenha dito o contrário.

Tome esta medicação exatamente como prescrito. Não tome mais, com maior frequência ou por mais tempo do que o indicado. Se o fizer, pode aumentar a probabilidade de efeitos colaterais.

Para os pacientes que tomam este medicamento como um concentrado oral:

Esta medicação deve ser misturada com outros líquidos, como água, suco ou refrigerante, ou um alimento macio, como maçã ou pudim.

Se você esquecer uma dose deste medicamento, tome-a logo que possível. No entanto, se estiver quase na hora da dose seguinte, pule a dose esquecida e retome seu esquema posológico regular. Nada doses duplas.

Para guardar este medicamento:

Mantenha fora do alcance das crianças. Armazene longe do calor e da luz direta. Não armazene no banheiro, perto da pia da cozinha, ou em outros lugares úmidos. Calor ou umidade podem comprometer o medicamento. Não guarde medicamentos vencidos. Evite congelar a solução concentrada oral deste medicamento.

Precauções

Este medicamento aumentará a influência do álcool e outros depressores do sistema nervoso central (medicamentos que retardam o sistema nervoso, podendo causar sonolência). Consulte o seu médico antes de tomar calmantes, ao usar este medicamento.

Este medicamento pode causar em algumas pessoas sonolência e tontura.

Certifique-se de que você saiba como eage a este medicamento antes de conduzir ou utilizar máquinas ou realizar outras tarefas que exijam estar alerta.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais que devem ser comunicados ao seu médico:

Efeitos colaterais raros: calafrios, tonturas ou desmaios, batimentos cardíacos rápidos ou irregulares, febre, sensação geral de cansaço ou fraqueza, dor de cabeça (grave ou contínua), incapacidade para mover os olhos, aumento da pressão arterial, rachadura nos lábios, perda de equilíbrio, espasmos musculares do rosto, pescoço ou nas costas, dor de garganta, rigidez nos braços ou pernas, torção do corpo, calafrios ou tremores nas mãos e dedos, dificuldade para falar ou engolir, movimentos descontrolados de mastigação, movimentos involuntários de braços e pernas; fraqueza dos braços ou pernas.

Com doses elevadas: (o que pode acontecer dentro de poucos minutos ao receber uma dose de metoclopramida e sua duração é de 2 a 24 horas): dor ou desconforto na parte inferior das pernas, sensação de pânico, sensação de formigamento nas pernas, nervosismo, inquietação irritabilidade incomum.

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento, mas se eles continuam ou são incômodos, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Efeitos colaterais mais comuns: diarreia (ao tomar doses elevadas); sono, agitação.

Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns doentes. Se notar qualquer outro efeito, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.