Remédios Caseiros Para Tiques Nervosos

Os tiques nervosos são definidos como movimentos involuntários, súbitos, breves e repetitivos de um grupo de músculos funcionalmente relacionados.

Caracterizam-se por produzir gestos, sons, palavras ou atos da vida habitual, mas sem um objeto determinado.

Em alguns casos, aparecem na adolescência ou na idade adulta, mas geralmente começam na segunda infância, entre os 5 e os 10 anos e predominam em meninos sobre as meninas.

Suas causas ainda não estão identificadas completamente, mas geralmente se apresentam em crianças com certo grau de estresse ou conflito emocional que encontra no corpo um meio de expressão. Apenas em casos específicos, existe uma desordem neurológica associada.

Remédios Caseiros Para Tiques Nervosos

Os tiques nervosos mais comuns são manifestados no rosto e causados por contrações dos músculos faciais: cintilar, piscar os olhos, franzir o nariz, umedecer os lábios com a língua, torcer o canto da boca, etc. No entanto, os movimentos são às vezes muito mais complexos e afetam outras partes do corpo.

Assim, os tiques das extremidades: gestos de cumprimento, tocar o seu rosto, óculos ou a borda superior da camisa, dar de ombros, etc.; do pescoço: girar, inclinar ou balançar a cabeça; respiratórios: ruídos nasais, roncos, tosse, pigarro, etc.; e da linguagem: exclamações involuntárias, repetição de frases ou sílabas, etc.

Normalmente, não é necessário aplicar nenhum tipo de tratamento médico e, simplesmente com a aplicação de remédios caseiros e naturais para o nervosismo fazem desparecer os tiques.

Remédios Caseiros Para tiques nervosos:

  • Faça uma infusão de 40 gramas de folhas de trevo de água em um litro de água. Tome durante todo o dia.
  • Extraia o suco da planta fresca chamada pulsatila e despeje 10 gotas em um copo de água. Tome 2 vezes por dia.
  • Faça uma infusão das flores de espinheiro branco, na proporção de 20 gramas por litro de água. Tome uma xícara por dia. Este remédio também é eficaz em casos de insônia nervosa para a qual um copo ao deitar é suficiente.
  • Faça uma infusão de 20 gramas de folhas e flores de passiflora por litro de água e beba um copo por dia, especialmente à noite. Este remédio não apenas ajuda a combater o estresse que sentem as pessoas com tiques nervosos, mas também para os transtornos nervosos da menopausa, contra angustia e a ansiedade.
  • Faça uma infusão de uma colher de chá de flor de laranjeira amarga em um copo de água e tome três por dia. Também pode ser preparada uma maceração a frio, 20 gramas de flores em um litro de água; beba três xícaras por dia, tomada em goles. É um sedativo e calmante muito adequado em distúrbios do sistema nervoso, excitação, espasmos e cãibras, tiques nervosos, soluços, entre outros.
  • Consumir nozes de cipreste, já que constituem um vasoconstritor de grande eficácia em doenças do sistema nervoso. Você também pode usar uma decocção da noz de cipreste. Para fazer isso, prepare com 30 gramas dela, bem esmagada, e um litro de água, o qual é fervido por 10 minutos. Beba um copo antes de cada refeição.
  • Coloque algumas gotas de óleo essencial de lavanda no travesseiro, pois é considerado um relaxante natural que ajuda em casos de tiques nervosos.
  • A infusão de uma colher de chá de flores de lúpulo em uma xícara de água que está fervendo. Cubra e deixe descansar. Tome 2 ou 3 xícaras por dia.

Recomendações: Quando os tiques são muito intensos e frequentes, ou ocorre uma combinação de vários movimentos, é aconselhável procurar um médico para uma avaliação.

Perguntas e respostas sobre tiques nervosos:

É conveniente repreender uma criança que faz tiques?

Não. Os tiques nervosos, especialmente aqueles do rosto, são muito comuns em crianças desta idade e geralmente desaparecem por conta própria dentro de algumas semanas.

No entanto, se a criança toma consciência da sua condição e tenta dominar e controlar de forma constante é possível que piore e aumente o seu nervosismo e, consequentemente, a intensidade e a frequência de tique.

O mais apropriado não é precisamente repreender ou corrigir a criança, mas deixar de prestar atenção ao seu tique. Os tiques aparecem frequentemente em crianças tensas e nervosas que se veem submetidas a uma constante pressão por parte dos seus pais. Nesses casos, é melhor para garantir que o ambiente familiar seja agradável e tranquilo.

Como se originam os tiques nervosos?

Muitas vezes os tiques têm a sua origem em certos atos voluntários e concretos, que eventualmente se tornam involuntários e inconscientes. Por exemplo, uma pessoa afetada pela conjuntivite, ou por um defeito visual, começa a piscar para reduzir a coceira ou, se for caso disso, para concentrar melhor sua visão em um determinado ponto. Em um determinado momento o movimento se separa da sua finalidade original e persiste, embora já não tenha a menor utilidade e tenha sido corrigido o distúrbio inicial.

De forma semelhante, uma camisa muito apertada no pescoço, óculos mal acomodados, etc., dão origem, especialmente em situações de estresse emocional, a transformação de gestos voluntários em hábitos repetitivos e sem o menor sentido. De qualquer forma, este tipo de tique, especialmente se ocorre durante a infância costumam durar um pouco tempo.

É verdade que os tiques são um sintoma de desequilíbrio nervoso?
Não de uma forma necessária. Em alguns casos, os tiques aparecem em pessoas que possuem certo grau de instabilidade mental, com tendências a obsessões, ou em doentes neuróticos, esquizofrênicos, etc.; mas também se manifestam em pessoas completamente normais e equilibradas. Com frequência trata-se de sujeitos tensos, nervosos, inquietos, muito ativos, ou pouco resistentes à fadiga, os quais não envolvem sofrer, necessariamente, algum tipo de doença psíquica ou mental.

É verdade que existem tiques vocais que se caracterizam pela emissão involuntária de palavras e até de frases completas?

Sim. Enquanto é possível que ocorram de forma isolada, geralmente se apresentam em casos da chamada doença dos tiques, também conhecida como síndrome de Gilles de la Tourette.

Os primeiros sintomas geralmente começam na segunda infância e terminam com o surgimento de um ou múltiplos tiques que, gradualmente, aumentam em extensão e intensidade. Afetam, geralmente, a cabeça e as extremidades, e, na adolescência, começam a manifestar diversos sons vocais, como grunhindo, pigarro, "latir", etc., que muitas vezes são acompanhados de coprolalia, ou seja, a emissão de palavras obscenas e palavrões, e de ecolalia, ou seja, a repetição de sílabas, palavras e frases próprias de outras pessoas.

O número, natureza e intensidade dos sintomas variam em semanas ou meses, e a doença segue, geralmente, um curso flutuante em que se alternam períodos de agravamento e melhora. Aparentemente, a causa desta doença se encontra em uma alteração orgânica do sistema nervoso central, embora o estado da mente do paciente seja completamente normal, e na maior parte dos casos responda ao oportuno tratamento farmacológico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto