O Que É Estomatite? Tipos, Causas E Tratamentos Para Estas Incômodas Lesões Na Boca

Se você tivesse que fazer uma lista de algumas das coisas mais incômodas na vida, certamente colocaria as lesões na boca em primeiro lugar! Doem ao comer, incomodam ao falar e, às vezes, nem deixam dormir. Sem mencionar o quão horrível parecem. Vermelhidão, irritação, aftas, sapinhos, úlceras ou lesões dentro ou ao redor da boca são agrupadas sob o termo estomatite. Aqui te explicamos os diferentes tipos de estomatite que existe, por que ocorrem e como remediá-los.

A estomatite, ou seja, quando se apresenta uma inflamação ou lesão na boca, provoca desconforto e dor que dificultam que a pessoa coma, fale e até mesmo que possa dormir. Existem diferentes tipos de estomatite que se classificam de acordo com a causa que a produz. As mais comuns são as seguintes:

Estomatite aftosa: caracteriza-se pela presença de aftas ou lesões (pequenas feridas ou chagas) que aparecem dentro da boca e podem se localizar na área interior dos lábios, bochechas ou língua. É uma condição muito comum que pode ocorrer em até 80% da população, e é vista frequentemente em crianças e adolescentes.

O que é Estomatite? Tipos, Causas e Tratamentos para estas Incômodas Lesões na Boca

Leia também: "Aftas: O Que São e Como Preveni-las".

Aparece com lesões vermelhas, cobertas por uma camada amarelada. Geralmente não são acompanhadas de febre, mas tendem a recorrer. Duram entre 5 a 10 dias, e não pode se espalham de uma pessoa para outra.

Causas da Estomatite:

  • Alergias a alimentos como nozes e chocolate ou irritações produzidas pelos cítricos, café e batata (embora nem sempre possam ser evitadas as recorrências ao eliminar estes alimentos da dieta).
  • Doenças inflamatórias do intestino, mononucleose infecciosa e febre de longa duração.
  • Estresse, má nutrição, infecções bacterianas ou virais, alterações hormonais, baixos níveis de vitamina B12.
  • Irritações mecânicas (morder um alimento afiado, um dente pontiagudo, etc.).

Tratamento para Estomatite

  • Se você pode identificar a causa (infecção viral, bacteriana ou por fungos), o seu médico poderia recomendar um tratamento com medicamentos específicos.
  • Se a causa exata é desconhecida, a ênfase do tratamento reside no alívio dos sintomas. Como, por exemplo: beber muitos líquidos, enxaguar a boca com água morna e sal de 2 a 3 vezes ao dia, aplicar um anestésico local como a lidocaína ou xilocaína sobre a úlcera (isso não é recomendado em crianças), aplicar uma mistura em partes iguais de peróxido de hidrogênio ou de bicarbonato de sódio e água sobre a afta.
    • Se a afta aparece nas gengivas ou na parte interna dos lábios, você pode aplicar uma preparação local de corticosteroide, como Kenalog. Outros medicamentos como Blistex e Campho-Phenique podem proporcionar alívio, especialmente se são aplicados logo que as lesões aparecem.
    • Em casos mais graves é possível utilizar tratamentos como gel fluocinonida ou um enxague bucal com gluconato de clorexidina.
    • Se as aftas aparecem com muita frequência, você deve consultar um médico para determinar se existe uma deficiência de vitamina B12.
    • Para reduzir a inflamação e a dor, você pode usar medicamentos anti-inflamatórios, como corticosteroides, incluindo prednisona (esta última deve ser usada com precaução em pacientes com diabetes).

    Estomatite herpética: apresenta-se na forma de úlceras ou bolhas cheias de líquido que aparecem sobre ou ao redor dos lábios e muito raramente nas gengivas ou no paladar. Começam com uma sensação de formigamento, sensibilidade ou queimação antes que brotem as lesões. Uma vez que o líquido sai, forma-se uma crosta sobre a úlcera. As bolhas duram de 7 a 10 dias, são altamente contagiosas e muitas vezes se apresentam com sintomas, como os do resfriado comum ou da gripe.

    A principal causa é o vírus herpes simplex tipo 1. A infecção inicial geralmente se apresenta antes que a pessoa seja adulta e pode ser confundida com um episódio de gripe ou resfriado. Uma vez que a pessoa é infectada, o vírus permanece no organismo para sempre de forma latente.

    As lesões são reativadas por fatores como estresse, febre, trauma, alterações hormonais (por exemplo, menstruação), ou exposição ao sol. Quando as lesões reaparecem, tendem a ocorrer no mesmo lugar. Ao contrário das aftas, as lesões herpéticas são contagiosas desde que a bolha se rompe até que se cure completamente. Além do contágio para outras pessoas, o vírus pode disseminar para outras partes do corpo, como olhos ou órgãos genitais. É preciso ter cuidado e lavar bem as mãos, evitando esfregar os olhos.

    Tratamento para Estomatite:

    • Medicamentos antivirais da família do aciclovir por via oral ou tópica (local).
    • Você pode aplicar gelo sobre as lesões para reduzir a dor.
    • A partir de 3 a 4 dias após o aparecimento das bolhas, recomenda-se a aplicação de um anti-inflamatório ou corticosteroide (cortisona).
    • Em caso de febre e mal estar, você pode tomar medicamentos com paracetamol ou ibuprofeno.

    Estomatite traumática: apresenta-se com uma lesão ou inflamação, geralmente uma úlcera central, com ou sem pus, acompanhadas de dor. Existem várias causas: morder as bochechas, morder a língua ou os lábios, escovação intensa dos dentes, lesões provocadas por dentaduras ou por aparelhos ortodônticos, queimaduras por alimentos muito quentes, por mastigar tabaco, por hipersensibilidade a determinados alimentos, por receber radiação devido ao tratamento de câncer, ou por sofrer doenças autoimunes como o lúpus ou a doença de Crohn.

  • Beber muita água.
  • Enxaguar a boca com água salgada.
  • Manter uma boa higiene oral.
  • Evitar bebidas e alimentos muito quentes. Evitar alimentos salgados, muito condimentados ou cítricos.
  • No caso de queimaduras, lave a boca com água fresca e chupe picolés.
  • Usar medicamentos para aliviar a dor como paracetamol ou ibuprofeno.
  • Para aliviar as úlceras, aplicar Blistex ou Campho-Phenique que podem obtidos sem receita médica.

Agora que você está ciente das causas e tratamentos dessas incômodas úlceras e lesões que aparecem na boca, poderá agir para aliviar tanto seus sintomas como os dos seus filhos e outros membros da família. Se você tiver dúvidas, ou se o caso é muito grave ou persistente, consulte o seu médico ou dentista.

Para mais informações, não deixe de ler também o artigo "Aftas: Remédios Caseiros para Feridas na Boca ou Aftas".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto