Infecção Vaginal Durante A Gravidez: O Que Fazer?

As infecções vaginais são tão comuns que muitas mulheres sabem que podem ocorrer várias vezes na vida e estamos calmas porque existem muitos tratamentos para controlá-las e curá-las. Mas quando uma infecção vaginal ocorre durante a gravidez... É inevitável não se preocupar. Em Saúde Dicas, te contamos se são ou não preocupantes as infecções vaginais para você e para o seu bebê e o que você pode fazer.

Uma das infecções vaginais mais comuns é a candidíase, pois é causada por um fungo ou levedura chamada candida albicans. Este fungo vive naturalmente na umidade da pele e no interior da vagina, mas em pequenas quantidades, e é controlado pela acidez da vagina (o famoso pH vaginal). Mas quando o equilíbrio normal da vagina muda e a acidez diminui, a quantidade de fungos aumenta causando uma infecção vaginal.

Infecção Vaginal e Gravidez

O que isso tem a ver com a sua gravidez? Muito! O pH da sua vagina pode mudar por várias razões, e um delas é gravidez. Outras causas podem ser a chegada da menstruação, tomar antibióticos ou pílulas anticoncepcionais, ou estar sob muito estresse, entre outras. São situações tão comuns na vida de qualquer mulher, que por isso três de quatro mulheres têm candidíase, mesmo que seja uma vez em sua vida.

Infecção Vaginal durante a Gravidez: O Que Fazer?

Portanto, não é surpreendente que você descubra uma infecção vaginal durante a sua gravidez. E muito mais se você já teve candidíase anteriormente, porque isso faz com que o risco de sofrer novamente a infecção aumente.

Como você pode saber se tem isso? A candidíase produz um fluxo vaginal branco, que se parece com requeijão, e que irrita sua vagina e a pele que a rodeia (vulva). Isso causa coceira, inflamação (inchaço), pode causar ardência ao urinar e a dor ao ter relações sexuais.

Embora sem dúvida, uma infecção vaginal seja uma situação desconfortável, não há motivo para se sentir angustiada, porque se receber tratamento a tempo, não há maior risco para sua saúde ou para a do seu bebê. No entanto, assim que você sentir os primeiros sintomas, é extremamente importante que você visite o seu obstetra para que ele possa verificar se você realmente tem candidíase e não alguma DST (doença sexualmente transmissível), que tem sintomas semelhantes, mas que realmente podem afetar sua gravidez. Além disso, para que você possa iniciar um tratamento para a infecção vaginal o mais rápido possível.

Leia também: "Candidíase Vaginal Durante a Gravidez".

Para tratar as candidíases, você pode tomar alguns medicamentos orais ou usar supositórios ou cremes vaginais. Atualmente, você pode comprar vários desses produtos sem receita médica, pois demonstraram ser muito bem-sucedidos e seguros para muitas mulheres. Mas lembre-se que neste momento você não é uma mulher como qualquer outra... Você é uma mulher que leva outra vida em seu ventre, e tudo o que você toma ou aplica em seu corpo, o seu bebê receberá e você não sabe se a ele pode causar dano ou não. Antes de se automedicar, visite seu obstetra, ele te dirá qual é o mais aconselhável para você e o seu bebê. E tampouco tome suplementos, mesmo que sejam naturais, sem consultar o seu médico. Nem tudo que é natural, é inócuo.

E se você tem tido relações sexuais com seu parceiro, diga-lhe que também visite o seu médico porque, embora pareça estranho, ele também pode contrair candidíase em seus órgãos genitais.

Com alguns cuidados e muito amor, você poderá controlar uma possível infecção vaginal durante sua gravidez sem afetar esse lindo momento que você está vivendo como mulher. Não se preocupe, mas fique alerta e sempre consulte o seu obstetra.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto