Mesmo se você nunca ouviu falar de pedras nas amígdalas, chamadas de tonsil, cáseos ou caseum, não é improvável que tenha sofrido com isso antes, sem saber ou que você tenha esse problema. É verdade, as pedras de amígdalas são extremamente comuns, qualquer um com amígdalas pode obter pedras de amígdalas. Simplificando, uma pedra na amígdala é uma acumulação de detritos que ficam alojados na amígdala.

Cáseos amigdalianos são tipicamente inofensivos, mas às vezes podem causar desconfortos. Também podem causar alguns sintomas realmente indesejados como mau hálito. Pelo menos um estudo científico revelou que essas pedras são realmente bastante semelhantes à placa dentária responsável por cáries, além disso, podem continuar a crescer e são um refúgio para bactérias. Às vezes, podem ser um sinal de má higiene bucal.

O Que São Cáseos Amigdalianos?

Primeiramente, você sabe o que é e onde estão suas amígdalas? Na parte de trás da garganta estão duas pequenas massas de tecido mole que fazem parte do sistema linfático que combate a infecção. Essas estruturas tipo glândula são suas amígdalas. Elas contêm linfócitos, que são células brancas do sangue que afastam e combatem as infecções em seu corpo. Suas amígdalas são uma defesa de primeira linha do sistema imunológico, pois tudo o que entra em sua boca deve passar por elas antes de entrar em seu corpo.

Cáseos Amigdalianos: O Que São e Como Eliminar os Cáseos Amigdalianos

Agora o que são exatamente os cáseos? Cáseos amigdalianos ocorrem quando bactérias e detritos de alimentos se reúnem nas amígdalas e endurecem formando grumos calcificados. Alimentos, células mortas, bactérias, muco e outros detritos podem se acumular nos sulcos ou criptas na superfície de suas amígdalas. Quando este material fica preso em suas amígdalas, células de sangue do seu corpo de combate a infecção começam a trabalhar tentando se livrar do que não pertence. Quando os glóbulos brancos terminam o seu trabalho, elas deixam pedaços calcificados nas amígdalas. Normalmente, e sem saber, estes são engolidos. Mas, se estas partículas calcificadas ficam presas nas amígdalas, então elas continuam a crescer e as bactérias se alimentam delas. Estes são os cáseos. São formações duras, brancas ou amareladas na amígdala. Eles podem ser visíveis a olho nu.

Se você já teve esse problema, então provavelmente está familiarizado com o mau odor que pode vir de uma formação tão pequena. Os vários conteúdos do cáseo fornecem alimentação para as bactérias, que criam um cheiro muito desagradável.

Leia também: “Remédios Caseiros Para Amigdalite“.

Tratamentos Naturais e Prevenção de Cáseos Amigdalianos:

Quando se trata de como se livrar dos cáseos naturalmente, há uma grande quantidade de excelentes maneiras fáceis de fazer isso em sua casa.

Vinagre de cidra de maçã. O vinagre de maçã, é um remédio natural para uma grande variedade de doenças. Para remoção de um cáseo, basta adicionar uma colher de sopa de vinagre de maçã a oito colheres de sopa de água morna. Gargarejar uma a três vezes por dia. O vinagre de maçã pode ajudar a quebrar as pedras. O ato de gargarejar pode ajudar a desalojar as pedras e eliminá-las.

Alho. Mastigar alguns alhos crus pode ajudar a matar as bactérias dentro de uma pedra na amígdala. Isso ajudará a desencorajar seu crescimento e diminuir os sintomas indesejados, como o mau hálito. Pesquisas recentes da Universidade de Copenhague confirmam que o alho pode efetivamente matar as “bactérias mais resistentes”. Se você tem uma pedra na amígdala, consumir um dente de alho diariamente ajudará a matar aquelas bactérias que produzem odor fétido, característico de um cáseo. A allicina, presente no alho, é também um dos componentes ativos do alho que possui poderosas habilidades antimicrobianas.

Água salgada. Gargarejos com água salgada regularmente é uma das melhores maneiras de prevenir pedras nas amígdalas. É também uma das melhores maneiras de se livrar delas. Simplesmente, combine uma colher de chá de sal com meio copo de água morna e faça gargarejo diariamente, ou mesmo algumas vezes por dia. Isso ajuda a desintoxicar sua boca e se livrar de quaisquer detritos perdidos que poderiam acabar formando uma pedra amígdala.

Probióticos. Consumir probióticos em uma base diária pode ajudar a matar as bactérias más que podem causar um cáseo nas amígdalas. Excelentes opções de alimentos probióticos incluem kefir, leite fermentado e iogurte.

Cotonete. Um cotonete de algodão pode ser uma ferramenta de remoção de cáseos, mas você deve ter muito cuidado. Molhe o cotonete e, em seguida, use-o para afrouxar suavemente a pedra pressionando levemente sobre o tecido diretamente ao seu redor. Certifique-se de posicionar o cotonete de algodão atrás das pedras, tanto quanto possível, para que quando a pedra sair, ela vá para a frente da boca, em vez de ir para garganta, onde pode acidentalmente ser engolida. Uma vez que o cáseo é removido, você deve cuspi-lo e fazer gargarejos com água salgada para se certificar de que realmente se livrou de quaisquer restos da pedra. Se a pedra não sair com facilidade, não empurre muito, porque você só vai irritar o seu tecido amigdaliano.

Boa higiene bucal. Se você quiser evitar os cáseos amigdalianos, uma boa higiene oral é fundamental. Uma vez que as pedras nas amígdalas podem ser formadas por partículas de alimentos não digeridos e outros detritos, é absolutamente essencial manter a boca completamente limpa escovando e usando fio dental regularmente (idealmente, após cada refeição). Se você se certificar de não deixar quaisquer restos de alimentos em sua boca, isso diminui o material disponível para a formação de um cáseo.